quinta-feira, 29 de setembro de 2011

Monotrilho de Manaus vai sair do Papel na próxima semana

29/09/2011 - A Crítica

A ordem de serviço para a construção do monotrilho deverá ser assinada pelo Governo do Estado, na próxima semana. O anúncio foi feito nessa quarta-feira (28), pelo governador do Amazonas, Omar Aziz, durante a abertura do Seminário ‘Copa 2014: Legado e Sustentabilidade’, no hotel Caesar Business, no bairro Parque Dez de Novembro, Zona Centro-Sul de Manaus. 

Durante o evento, que termina nesta quinta-feira (29), Omar Aziz cobrou mais celeridade do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e da Caixa Econômica Federal na liberação de recursos para obras da Copa 2014 em Manaus.

De acordo com o governador, com a ordem de serviço, a empresa vencedora da licitação inicia o projeto executivo e o delineamento da área onde será realizada a obra para implantação do monotrilho.

Ainda na área de mobilidade, o planejamento do Governo Estadual é lançar, nos próximos dias, a licitação para o projeto da continuação da avenida Governador José Lindoso - popularmente conhecida como "avenida das Torres" -, na Zona Norte de Manaus, obra que está incluída no Programação de Aceleração do Crescimento (PAC 2).

Outro projeto que caminha para licitação nos próximos dias é do Memorial Encontro das Águas, que vai abrigar o "Fun Park", na Zona Leste de Manaus, para a Copa 2014.

No entanto, para que as obras aconteçam dentro dos prazos é preciso maior celeridade no processo de liberação de recursos, afirmou o governador.
Ele ressaltou que a maioria dos recursos aplicados até agora na Arena da Amazônia, cujas obras iniciaram no ano passado, é oriunda dos cofres do Estado, embora  o Governo do Amazonas tenha assinado contrato com o BNDES em dezembro do ano passado.

Omar Aziz frisou, ainda, que para realizar as obras da Copa os governos estaduais das 12 cidades que vão sediar o evento deverão aplicar recursos próprios e de empréstimos realizados com os bancos.

“Não tem recurso a fundo perdido nessas obras", disse ao destacar que os Estados têm responsabilidades a serem cumpridas e que precisam de maior celeridade dos agentes financeiros.

Para as obras da Copa em Manaus, o Governo do Estado contratou R$ 400 milhões com o BNDES, para a construção da Arena da Amazônia, e aprovou outros R$ 600 milhões com a Caixa para a obra do monotrilho, para o qual o Estado também está  negociando com o Governo Federal a liberação de mais R$ 800 milhões. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário